quinta-feira, 9 de outubro de 2014

OS SETE MERGULHOS DE NAAMÃ E O 171 CHAMADO GIEZI

HENRIQUE FARIA

Eu confesso minha ignorância bíblica. Hoje passei por uma das esquinas da nossa cidade e vi uma propaganda de um desses setenários temáticos que uma certa corrente da Igreja Católica vem promovendo para chamar fiéis para as suas comunidades. Eu ainda não tinha ouvido falar dos tais "Sete mergulhos de Naamã". E fui procurar na Bíblia o que seria a tal história.
Trata-se de um general arameu, vitorioso em suas campanhas, que, por baixo das suas vestes militares muito bonitas, escondia um corpo cheio de chagas, que a Bíblia diz ter sido lepra. Na sua casa trabalhava uma menina, prisioneira de uma de suas batalhas, que aconselhou a sua mulher a encaminhar o marido general até o profeta Eliseu, no reinado de Israel, homem de muita familiaridade com Deus (o Deus de Israel), capaz de curá-lo da enfermidade. Naamã aceitou a sugestão. E lá se foi atrás do profeta. Levou consigo não sei quantos quilos em moedas de prata e mais alguns presentes.
Eliseu mandou-o mergulhar no rio Jordão por sete vezes, prometendo que depois do sétimo mergulho ele sairia das águas com a pele totalmente limpa. O general não gostou muito, já tinha desistido, mas acabou fazendo o que o profeta mandara, graças à insistência de um dos seus criados. E ficou curado! Glória a Deus!
Emocionado e cheio de gratidão, voltou até Eliseu e lhe ofereceu muito dinheiro em recompensa pelo milagre. Eliseu, que me parece não tinha o olho grande, não aceitou a grana e ficou até ofendido com a oferta. Tudo bem. Naamã foi embora.
Só que aí entra o esperto: um tal de Giezi, que havia ouvido a conversa entre o general e o profeta e a recusa deste em aceitar o presente. Ah... Cresceu o olho do Giezi, que correu atrás de Naamã e jogou o maior 171 no general e conseguiu receber o dinheiro em nome de Eliseu.
Acabou que o profeta ficou sabendo, rogou uma praga no Giezi e quem ficou leproso acabou sendo o espertalhão. (Você pode conferir a historinha no 2º livro dos Reis, capítulo 5, versículos 1 a 27.)
Bem. A história termina aí. Na Bíblia. Mas por essas comunidades católicas que vêm resgatando devoções protestantes sacadas do Antigo Testamento, nem sempre. Então eu fico pensando: hoje, quando alguns profetas prometem milagres através desses cultos que dizem ter resgatado da Bíblia, é muito difícil constatar que eles recusam recompensa. Pelo contrário: pedem! Mas, se não pedem, sempre existe um Giezi enrustido que vai saber como meter a mão no bolso dos incautos.

Um comentário:

  1. Took me time to read all the comments, but I really enjoyed the article. It proved to be Very helpful to me and I am sure to all the commenters here! It’s always nice when you can not only be informed, but also entertained. Poly Cotton Melange

    ResponderExcluir